.

.

domingo, 27 de novembro de 2011

O TREZE DA SORTE






“Tudo começou em 94. Continuando em 95. Todas as peças se encaixaram em 96. E encontraram seu fim em 97.
E agora ele vem, e lá vamos nós. O Rei dos Lutadores está de volta.
Nada vai pará-lo em 1998”.
Esse era o mote de The King of Fighters 98, um dos melhores jogos de luta já feitos. Continuando a sequência de sucessos da já extinta SNK, vieram:



KOF 99: bom jogo, com ótimos gráficos e a incursão dos Strikers, lutadores de suporte que apareciam no meio da luta para dar uma mãozinha para o seu personagem. Se você teve a oportunidade de jogar algum game da série Marvel VS Capcom, com certeza sabe do que se trata;









É BAGUNÇADO ASSIM MESMO
KOF 2000: essa foi uma edição bem controversa da série. Por um lado, repudiado pelo alto nível de apelação (uma dúvida: nas outras regiões do Brasil, esse termo também é usado para descrever algo muito difícil num jogo?) e seus desprezíveis combos infinitos. Por outro lado, adorado pela sua jogabilidade extremamente rápida e divertidas customizações de Strikers. Algo curioso a respeito desse jogo é que os Strikers, às vezes, chegavam a ser mais úteis e agressivos que os próprios personagens diretamente jogáveis.
Nota: as animações dos finais dos trios nesse jogo estão entre as mais belas dos KOFs;



AVISO: PROIBIDO POWER GEISERS
KOF 2001: um ótimo jogo, em minha opinião. A festa dos Strikers acaba aqui, dando lugar a um sistema de luta mais equilibrado e contido. Os Strikers continuam, mas contidos por um cabresto de jogabilidade que os impedia de se tornarem os exterminadores do futuro dos fighting games.
Vários detalhes de jogabilidade foram inseridos aos lutadores, com alguns lutadores (como Heidern) passando por verdadeiras revoluções em suas jogabilidades.
Aqui aconteceu a estréia de K9999, um tributo ao personagem Tetsuo da animação japonesa Akira. Também, nessa edição, houve a possibilidade de se jogar com apenas um ou até no máximo quatro lutadores, elemento que passou sem causar muito barulho na série;

CADA UM COM SEU CADA UM
KOF 2002: qualidade razoável. Saem os Strikers mas, fora isso, nada de novo em questão de sistema ou lutadores. Eu classificaria KOF 2002 mais como uma coletânea de bugs do que um jogo propriamente dito, mas tem gosto pra tudo, até pra lutadores extremamente desbalanceados com apenas uma tática de batalha;









RUGAL FEZ AQUELA CIRURGIA?
KOF 2003: tão ruim que eu gastei apenas duas fichas (ou moedas) nessa máquina. Tinha uma péssima jogabilidade que nos presenteava com um estúpido e ineficiente sistema de Líder do trio. Nunca consegui (ou me esforcei) para entender como isso funcionava, mas se você perdesse a luta com o líder do seu grupo, a batalha se encerrava. Uma tentativa desesperada de inovar apenas por inovar;









NINJA NÃO ENGOLE QUALQUER COISA
KOF 11: com esse, a franquia passou a ser quantificada, e não datada pelo ano de lançamento, tendo em vista que já estava mais do que óbvio que a SNK Playmore nunca conseguiria segurar a bola de lançar um game por ano com a mesma qualidade da antiga SNK.
KOF 11 é surpreendentemente jogável, e cheguei a travar algumas partidas em versus bem interessantes no PS2. Mas como disse anteriormente, passa longe do antigo padrão de qualidade da falecida SNK;




GRÁFICO LINDO, ANIMAÇÃO PODRE
KOF 12: um lixo total. Testei a versão para XBOX 360 apenas para constatar que esse game é um apurado de personagens mal animados que tentam copiar alguns elementos do ótimo Street Fighter 4. Indigno de qualquer lampejo de atenção.








O RETORNO DO REI




The King of Fighters 13 foi lançado no presente ano, com a missão de resgatar a glória da série antiga.

A minha primeira impressão com o jogo não foi das melhores, e confesso que vinha ignorando esse título até muito pouco tempo atrás.
Mas, apesar de ter gostado da animação em geral, do bonito visual dos cenários, do elenco de personagens e outros fatores, ainda via o game como só mais um clone do KOF 11, com nenhuma pretensão de demonstrar o mínimo de qualidade que a série costumava ter.

KOF 13 foi bem recebido pela “crítica especializada”, inclusive recebendo a nota 8,5 no site Game Trailers (esse é o link para o review: http://www.gametrailers.com/video/review-king-of/724332), tendo sido lançado exatos treze anos depois do melhor episódio da série.
Seria esse um sinal de que a série vem retornando, com todo o gás que a fez tomar de Street Fighter o cinturão de melhor série de luta?
Duvido que uma simples coincidência como essa seja capaz de garantir algum sucesso a uma franquia que vem desagradando a seus fãs com um fracasso atrás do outro.

Mas apesar de tudo, darei mais uma chance à série, apostando no número treze antes que a casa encerre completamente as suas apostas.


Au revoir!


4 comentários:

  1. Shadow, o comentário que fez não foi em meu post XD Foi do meu sócio, que posta lá também. Só dar uma olhada em quem postou, por que meu amigo não gostou muito de vocÊ ter comentado no post dele me procurando o:

    Mas só me adicionar no stem, uso esse nick: iguuu_poa
    ou então me procure por iguuu '

    Acho que deve me achar assim. Caso não me encontre, você tem o Aquino no Steam? Se não tiver, procure por: retinadesgastada

    Dai entra nos amigos dele e me procure, eu to com a mesma foto que comento no blog.

    Jaja volto pra comentar sobre seu post, abraço!

    ResponderExcluir
  2. Tudo bem, Poa. Não entendo a atitude do seu amigo, mas peço desculpas por qualquer problema que eu tenha causado.
    Depois vejo se arrumo um tempo pra mexer no steam e te adicionar. minha vida tá um caos e mal tô tendo tempo de ligar o pc. abraços

    ResponderExcluir
  3. Não se preocupe com isso! Não teve culpa alguma.

    Entendo perfeitamente que você não tenha entendido. Não precisa pedir deculpas, relaxa (;

    Aliás, espero que consiga arrumar o caos de sua vida logo! Estamos preparando outras jogatinas com os amigos do blog e seria ótimo o termos jogando conosco! Tenho keys pra jogos lá, e nem sequer será preciso que você compre o Killing Floor caso queira jogar conosco, eu tenho uma key que posso deixar separado para ti, se quiser mesmo jogar. Só tem um pequeno porém, que ela dá acesso temporário ao jogo, mas mesmo assim, poderemos jogar.

    Vou tentar conversar com Aquino sobre o grupo no steam, e deixando o grupo público, fica muito mais fácila de encontrar as pessoas por lá.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Beleza Poa. Muito legal da sua parte.
    é bom poder contar com um amigo na net. no fim de semana a gente se fala. ainda n te adicionei no Steam por pura falta de tempo, mal tô conseguindo ligar o pc, mas eu entro em contato. Abraço pra ti.

    ResponderExcluir

SE FOR SPAM, DESISTA. NÃO PASSARÁ PELA MODERAÇÃO.
Pra comentar é preciso ser membro do blog. Culpe os spammers, não a mim...

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.