.

.
.

terça-feira, 26 de junho de 2012

SQUARE-ENIX ATACA NOVAMENTE

NEM COM REZA BRAVA
















De empresa de vanguarda dos JRPGs à piadista profissional,. a Square-Enix presenteou os fãs e ex-fãs (me enquadro no segundo caso) da série com mais uma de suas declarações acerca do famoso natimorto remake de Final Fantsy 7. Aqui vai a notícia, do site Omelete, na íntegra:


"O CEO da Square-Enix, Yoichi Wada, participou de uma mesa redonda de perguntas e comentou sobre o desejo dos fãs de ver um remake de Final Fantasy VII.
De acordo com o site Andriasang, o executivo afirmou que a empresa só fará um remake "quando criarmos um jogo da franquia de qualidade superior a Final Fantasy VII”. Wada também comentou que o time ficaria muito feliz em criar este remake, mas que isto “provavelmente significaria o fim da franquia”.
A recriação do clássico jogo é um desejo constante dos fãs da serie, mas esta não é a primeira vez que a Square Enix rechaça a ideia."


TRADUÇÃO DA NOTÍCIA

(a empresa só fará um remake "quando criarmos um jogo da franquia de qualidade superior a Final Fantasy VII”).

A afirmação do Sr. Wada é totalmente equivocada, pois parte do pressuposto de que ainda haverá vida inteligente sobre a face da terra quando tal momento chegar.

(o time ficaria muito feliz em criar este remake, mas que isto “provavelmente significaria o fim da franquia”).

Acho que o pessoal da Square-Enix está atrasado, pelo menos, uns seis anos. Desde Final Fantasy 12 não vemos um jogo da franquia que faça jus à qualidade mínima que os jogos da série costumavam apresentar. 

Realmente, essa não é a primeira vez que a empresa nega o andamento de tal projeto. Acho que a ficha ainda não caiu, e ela ainda nutre a vã ilusão de que o nome Final Fantasy pode levar qualquer título ao topo dos recordes de venda. 
Além de conseguir demonstrar um talento cada vez mais aguçado para a comédia, a Square-Enix anda conseguindo despertar um efeito bastante interessante em mim: a curiosidade.
Estou bastante curioso (e ansioso) para ver como a empresa tentará emplacar mais um jogo ruim da saga Final Fantasy apenas embalando-o em belos gráficos e alta definição. Estaríamos falando de Agnis Philosophy? Quem sabe...Tudo isso é tragicômico, na melhor das hipóteses...

Au Revoir!


34 comentários:

  1. Dizem que seria muito caro fazer o Remake de FF7 na geração atual,visto que FF13 é tão linear! Eu queria mesmo é uma sequencia para Vagrant Story!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o pior é que eu nem cheguei a terminar o Vagrant (mea culpa, eu sei). parei em uma floresta-labirinto fdp que ficava mudando as entradas. e sabe como é: pirataria, milhares de outros jogos...

      Excluir
  2. Shadow,só por curiosidade porque vc não gostou de Dragon Age:Origins? Eu também achei o jogo mediocre,mas queria saber os seus motivos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. -áudio ruim.
      -gráficos medíocres.
      -excesso de informação (como todo jogo da Bioware. alguém lê todos os dados sobre os plantas, em ME2?)
      -péssima animação de personagens
      -sistema de batalha sem graça e bagunçado
      -começo moroso
      -história interessante.

      parei de jogar nas primeiras horas pelo fato de que a última característica não compensa as demais.

      Excluir
    2. "-áudio ruim.
      -gráficos medíocres."
      "-péssima animação de personagens"
      Vc se refere a audio ruim ou atuação de voz ruim?
      Os graficos são mediocres mesmo,e também não ajuda vc ter pegado uma versão inferior(o jogo foi portado do PC)! O PC também sofre de graficos ruins,porém isso pode ser parcialmente revertido com mods de usuarios(texturas de alta resolução,animações melhores,etc)... Agora,essas reclamações não deveriam pesar tanto,visto que vc curte jogos como Oblivion e Fallout 3/NV!

      "-sistema de batalha sem graça e bagunçado"

      Concordo sem tirar uma virgula! Ele chega a ser decente em alguns momentos,mas não se destaca alem de efeitos de sangue espirrando(mal-feito) e semi-tatico(mediocre)!

      "-excesso de informação"
      Como um elitista,eu gosto de excesso de informação em jogos,o problema é que a Bioware não coloca essa informação de uma forma que de vontade de ler ou de forma que se incorpore com o jogo,com excessão de cutscenes! Adicione a isso, uma imensa quantidade de buracos de enredo que eles costumam ter em seus jogos,então é melhor nem ler!

      "-começo moroso"
      Vc chegou a jogar todas as introduções? No jogo vc pode escolher entre cinco origens para seu personagem! Talvez alguma outra introdução seja mais interessante!

      "-história interessante."
      Pra mim é fantasia generica,com cliches de senhor dos aneis,Cronicas do gelo e fogo e dos proprios jogos anteriores da Bioware!

      Excluir
    3. "Agora,essas reclamações não deveriam pesar tanto,visto que vc curte jogos como Oblivion e Fallout 3/NV!".

      a questão, Breno, é que quando um jogo te cativa por outras características (ambientação, quests, história, exploração), fica fácil relevar certas falhas. o gráfico de Fallout não é ruim, principalmente se você levar o tamanho do jogo em consideração. O Oblivion é feio em algumas coisas, mas insuperáveis em outras, como a natureza, armas, armaduras e céu. e dá um desconto pro coitado: ele é de 2006, sendo que saiu em 2007 para PS3 (a versão que joguei). um jogo com tanto conteúdo não leva menos que 3 anos para sair do papel e ganhar as prateleiras, então estamos falando de um motor gráfico de quase uma década de idade.

      "...gosto de excesso de informação em jogos,o problema é que a Bioware não coloca essa informação de uma forma que de vontade de ler ou de forma que se incorpore com o jogo,com excessão de cutscenes!"

      você resumiu o que eu queria dizer. não dá vontade de ler. simplesmente.

      Sobre as introduções, não.

      por incrível que pareça, até que gostei da forma como a história do jogo era desenvolvida. joguei com um mago (pra variar). teve toda aquela coisa de magia de sangue, que eu achei interessante. mas nada memorável, realmente.

      Excluir
    4. "O Oblivion é feio em algumas coisas, mas insuperáveis em outras, como a natureza, armas, armaduras e céu."

      Quanto ao céu,te informo que sim, já foi superado:http://www.youtube.com/watch?v=_dL8H5ViKGs

      Dragon Age também levou uns 5 anos para sair! Acredito que foi por conta de troca de engine e também o fator multiplataforma!

      Excluir
    5. sem problemas. não estou dizendo que o Oblivion é O jogo de todos os tempos. muito pelo contrário: ele tem um sistema de batalha dos mais horríveis; repetição de design de dungeons; curva de evolução exageradamente lenta; personagens feios pra dedéu; e mesmo assim aida consegue ser um ótimo jogo, que me proporcionou momentos inesquecíveis (como a Shivering Isle e seu mestre, Sheogorath) e valeu cada centavo que gastei no disco. queria o Dragon Age chegar aos pés do pior Elder Scrolls...

      Excluir
  3. Seria como matar a serie? Que besteira,na minha opiniao eles fizeram isso depois do FF X.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu tinha essa mesma opinião Paulo, mas FF12, mesmo não sendo por turnos (ao menos não turnos convencionais), ainda tem a grandiosidade e o ótimo acabamento dos FF costumeiros. um dos melhores gráficos de Ps2; horas de duração (mesmo sem ser o meu favorito, terminei com um save de 154 horas. isso deve significar que o jogo consegue atrair e entreter). um sistema ousado e inédito (na série): a batalha em tempo real é muito boa, com a ressalva de que os personagens ficavam tirando a espada da bainha a todo instante,, quando viam monstro. me enervava, mas só um detalhe bobo (me incomodava pois eles paravam pra fazer isso).
      aí veio FF13, um jogo tão ruim que consegue fazer a gente sentir uma saudade tremenda do 12. e ainda teve gente que comparou o 13 com o 10, por causa da suposta linearidade do 10. NÃO HÁ LINEARIDADE EM FF 10. HÁ SIM UM JOGO QUE GIRA 100% SOBRE SEU PRÓPRIO ENREDO. qual seria a lógica de Yuna sair bancando a CJ em um mundo aberto, se sua missão é ir de templo em templo (com locais determinados e conhecidos pelos viajantes, portanto, sem razão para desvios de rota) para masterizar os Aeons? morra e vá para o inferno de cabeça pra baixo quem profere FF13 e FF10 na mesma frase. Ops!

      Excluir
    2. Só voltei para pedir que nao me chame de Paulo,eu achei muito estranho,e tambem para dizer que você deu um belo fatality no Breno.LOL

      Excluir
    3. estranho em que sentido? desculpa, nem reparei que seu nome é João Paulo.
      nem sei o que dizer sobre o tal fatality, mas não tenho intenção de confrontar ninguém. respeito a opinião do amigo aí, mesmo que não tenha gostado do filme. pelo que ele fala, dá pra ver que prestou atenção à história do filme. escreve sem erros (coisa que eu valorizo muito) e refuta meus argumentos com a própria opinião e o mais importante, que é o respeito. quem dera todos os "comentaristas" de blog tivessem esse comportamento. qualquer coisa, estamos aqui, camarada.

      Excluir
    4. Achei estranho pois nunca fui chamado por esse nome,nada demais.

      Excluir
    5. Eu costumava Ownar meus amigos no Mortal Kombat Trilogy para PS! Bons tempos!

      Excluir
  4. O cara pelo menos teve humildade em falar que quer fazer um FF melhor que o 7(significando que FF13 é inferior)então pelo menos nisso ele subio no meu conceito!

    "qual seria a lógica de Yuna sair bancando a CJ em um mundo aberto"
    Ora eu quero que Yuna va pra P*ta que Pario,quem manda no meu jogo sou eu LOLOLOLOLOLLOLOL! Shadow,uma dica de RPG,jogue mother 3 para GBA! Show de Bola esse jogo!

    Totalmente off-topic agora,eu assisti ontem a Prometheus e me lembrei que vc gostou do filme! Eu gostei também,mas caraca, acho que aquele enredo é a coisa mais RETARDADA que eu já assisti! Cientistas se comportando como adolescentes, Cientistas que se perdem nas cavernas com tecnologia de mapeamento de ponta(Po eles tem mapeamento melhor que Oblivion e Skyrim,como é que eles se perderam?)!

    Sem falar na cena da cirurgia,que embora interessante de assistir foi uma das coisas mais retardadas que eu presenciei! A mulher faz uma cesariana e consegue ficar de pé e andando na mesma hora,lolol! Eu fiz recentemente uma cirurgia de apendice e só consegui andar normalmente depois de 1 semana e olhe lá!

    P.s. O filme que o robo tava vendo no inicio do filme é recomendadissimo! Se chama Lawrence da Arabia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. você não é fã da série clássica, não é? por isso não deve ter gostado do enredo.
      eles se perderam por causa da tempestade. pode notar que depois que a comunicação volta ao normal, eles recebem instruções precisas de onde estão (por parte do capitão da nave) e até do movimento esporádico de certas criaturas.
      o equipamento da sua cirurgia de apêndice é tecnologia de ponta do ano 2093? esses detalhes são relevados no filme, Breno. presume-se que no presente ano do filme a tecnologia está avançada ao ponto de tal "milagre da medicina". uma explicação mais detalhada, além de sem propósito narrativo, seria tediosa. e se vc reparou bem na interpretação da atriz, a personagem não está lá com uma cara de quem está passeando no parque.

      Excluir
  5. "eles se perderam por causa da tempestade." Bom,ainda sim eles são retardados! Os caras foram embora antes da equipe original! Sinto muito,mas na era da localização via GPS isso não cola,principalmente se levar em consideração que o filme se passa no futuro! Tem que ter criatividade para evitar buracos de enredo! Provavelmente a tempestade poderia ser detectada com horas de antecedencia,etc,etc! Não da para negar que o filme se prende a certos cliches de filme de terror(lei de moore e tudo mais)! Será que da pra justificar todas as falhas de segurança que a equipe de cientistas faz no filme(tirar o capacete em ambiente desconhecido,andar desarmado, comportamento infantil de certas pessoas que te faz perguntar o que diabos eles fizeram para conseguir aquele emprego,etc...)?

    Quanto a cirurgia, pode-se presumir que eles tenham tecnologia para fazer uma cirurgia de alta complexidade,sem fazer exame previo para descobrir a doença do paciente(tu acha que é só o cara dizer que quer fazer uma cirurgia é?), e que consigam colocar o paciente andando e correndo no mesmo momento em que cirurgia termina! Mas se o filme não dedica sequer 1 minuto para explicar essa possibilidade,então caimos no campo do FANDOM! Fandom é quando os fãs do filme justificam os possiveis buracos de enredo por meio de suposições! Não acho que Ridley tenha feito uma consultoria com um cirurgião para aquela cena,hehehe!

    Quanto a serie classica,confesso que faz um bom tempo que eu não vejo os filmes do Alien,mas ca entre nós,será que uma sequencia ou reboot tem que carregar os possiveis defeitos do original? Claro que não! Prometheus tem seus meritos,tem momentos de tensão,mas para mim o roteiro e principalmente o enredo necessita de mais esforço!

    ResponderExcluir
  6. A tempestade não poderia ser detectada com horas de antecedência por causa da sua velocidade. pela cena em que a cientista é arremessada, dá pra supor que os ventos estavam a uns 300km/h.

    o filme não se prende a clichês de filme de terror. ele se prende a situações criadas pela série Alien, que inaugurou muitas situações que viriam a ser clichês copiados à exaustão. se você reparar na estrutura de Prometheus, verá as similaridades entre ele e o Alien (três pessoas em roupas de astronauta; o fato de apenas uma mulher sobreviver no final).

    os cientistas removem o capacete depois de uma análise da atmosfera da área em que estão. aliás, você sabe porque aquela área era respirável? não vale olhar no google.
    eles estão tentando entrar em contato com uma raça alienígena extremamente avançada em um planeta DESERTO (SEM AMEAÇAS). não seria uma ideia das mais inteligentes apontar uma arma para seres superiores que podem, teoricamente, acabar com a sua raça com um apertar de botão.

    novamente a cena da cirurgia. você questiona o fato da mulher andar depois do procedimento. meu amigo, o ser humano é capaz de extremos que ninguém imagina. em situações de guerra, por exemplo, quando a sua própria vida está seriamente ameaçada (mesmo caso da cientista, pois estava sendo perseguida), há casos de pessoas com o ventre aberto, ou com as pernas esfoladas, que precisaram caminhar ou até mesmo correr para não morrer.
    e não, não foi só dizer que queria fazer a cirurgia. a doutora fez uma primeira tentativa e não conseguiu. então ela programou a máquina (máquinas têm essa peculiaridade, a de obedecer a comandos) para executar um procedimento que não era o ideal mas se enquadrava em sua necessidade imediata (remoção de corpo estranho)

    sobre o comportamento dos cientistas, não vejo nada de tão absurdo. eles são relativamente jovens (certas empresas, como as de Games por exemplo, contratam pessoas que, por sua aparência e comportamento descontraído, seriam rotuladas como irresponsáveis ou ignorantes na área. empresas como as de software, que permitem que os funcionários façam seu próprio horário e até trabalhem de bermuda e chinelo).
    acabaram de acordar de um sono de hyper-hibernação:se você passasse meses dormindo, quando acordasse iria tentar interagir com seus "colegas" de espaçonave ou se trancar numa sala e ler nietzsche como se não houvesse amanhã?

    FAMDOM seria se o filme não explicasse nada. muito pelo contrário. se você entendeu plenamente as sutilizas do filme e é um fã antigo da série, verá que tudo que os fãs precisavam saber sobre a origem do Alien está nesse filme.

    o filme tem falhas, claro, como a cena do final, em que os tripulantes da nave aceitam se suicidar sem muitas razões ou explicações mais detalhadas por parte da doutora, mas ele cumpre bem o seu papel.
    Prometheus foi uma boa surpresa, uma das poucas coisas novas que não me decepcionou ou deixou a desejar. e outra: não dá pra julgar esse filme separadamente da série, pois dessa forma ele acaba parecendo genérico e confuso, coisas que ele não é. mas essa é só a minha opinião. cada um tem o direito de gostar ou não de uma coisa. até a próxima.

    ResponderExcluir
  7. "A tempestade não poderia ser detectada com horas de antecedência por causa da sua velocidade. pela cena em que a cientista é arremessada, dá pra supor que os ventos estavam a uns 300km/h."

    Ainda assim não explica porque os dois bocos se perderam e não conseguiram voltar antes da galera que ainda estava investigando o local!

    "os cientistas removem o capacete depois de uma análise da atmosfera da área em que estão."

    O que a longo prazo se mostra imprudente,devido ao alto risco de contaminação que aqueles "vasos" possuem! Será que eles tiveram aulas de segurança do trabalho?


    "eles estão tentando entrar em contato com uma raça alienígena extremamente avançada em um planeta DESERTO (SEM AMEAÇAS). não seria uma ideia das mais inteligentes apontar uma arma para seres superiores que podem, teoricamente, acabar com a sua raça com um apertar de botão."

    O que a longo prazo se ve que é uma ideia estupida,visto que os Engenheiros são hostis! Temos toda uma história de contato com povos estrangeiros e sabemos muito bem que são situações tensas que pode acabar em morte! Vc vai querer ficar sem armas numa situação dessas? Isso também nos leva ao final do filme,onde a cientista parte em busca do planeta natal dos Engenheiros! Curioso,mas imprudente e arriscado!

    Mais uma vez sobre a cirurgia. Aparentemente a maquina não fez os procedimentos medicos padrões em caso de cirurgia,como por exemplo retirar amostra de sangue, sumario de urina e ultrasom! Mais uma vez caimos no campo da suposição de que essa maquina do futuro consiga fazer tudo isso num piscar de olhos,mas para mim não convenceu nem a justificativa da cirurgia,nem a atuação da cientista no pos-operação! E uma cena 100% estilo, 0% substância!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Será que eles tiveram aulas de segurança do trabalho?"

      kkkkkkk. acho que não tiveram não, Breno, pois ignoraram a regra da exploração (a de nunca se separar do grupo) e tentaram voltar sozinhos. isso eu não acho uma falha, pois eles quiseram voltar justamente por pressentir que alguma coisa ia dar errado. o estranho é O RESTO DA EQUIPE não fazer nenhuma objeção quanto ao fato e deixar os dois irem.

      "...visto que os Engenheiros são hostis!"

      só ficou claro para os personagens (e para o espectador) que os Engenheiros eram hostis na cena final do filme. não tinha como eles saberem. aliás, aquela cena é ótima e faz sentido no enredo. os caras tão discutindo o que o sintético deve perguntar, quando o Engenheiro se enfurece e arranca a cabeça do jovem magneto (eu dei um pulo da cadeira). o que não faria sentido era se o Engenheiro quisesse tomar chá com eles, visto que queriam acabar com a raça humana a todo custo.

      "Isso também nos leva ao final do filme,onde a cientista parte em busca do planeta natal dos Engenheiros! Curioso,mas imprudente e arriscado!"

      fica fácil de entender se olharmos pela ótica da cientista: perdeu o namorado e (provavelmente) futuro marido. perdeu toda a fé e todo o esforço da sua vida foi jogado fora com o rolar de uma cabeça de androide. não teria sentido para ela continuar vivendo sem uma resposta. se isso fosse de verdade, eu mesmo ia querer saber porque eles nos criaram e depois nos repudiam dessa forma. é tudo ou nada.

      "É uma cena 100% estilo, 0% substância!"

      acho um pouco de exagero 0%, mas concordo com você. aquela cena é meio forçada mesmo, e seu maior mérito é o impacto que ela causa no espectador. eu fiquei grudado na poltrona do cinema, angustiado com o punho cerrado. pelo menos isso eles conseguiram.

      de qualquer forma, achei Prometheus um bom filme que fez jus à série.

      P.S: você já conhecia o blog quando eu publiquei o post sobre Prometheus? seria ótimo ter discutido essas coisas naquela ocasião.

      Excluir
    2. Conhecia há bem mais tempo(ja se esqueceu que eu pedi para Aquino divulgar o seu blog é?)! é que depois de eu ter visto o filme o post ficou no passado!

      Vc já viu as teorias que apontam que Jesus era um engenheiro/Space Jockey e que eles não gostaram de terem matado o Salvador?Interessante...

      Outra falha do filme,mais uma vez se referindo a sala medica automatizada é que estava configurado para homens,sendo que a detentora da sala é a Charlize Theron(traveco?kkkk!)! Não fez sentido! Se o filme não fosse tão corrido nas resoluções da trama e desse um sentido mais coerente para os personagens,inventando situações mais interessantes e menos cliches,ai sim seria Obra Prima!

      Mas desculpa ai o off-topic... Já jogasse Nier Shadow! Dizem que o jogo traz coisas interessantes para os JRPGs!

      Excluir
    3. tô indo pro trabalho. à noite te respondo, com mais calma

      Excluir
  8. tem dois Brenos comentando no Retina. me confundi um pouco.
    as teorias sobre o enredo eu ainda não vi, pois tô esperando ele sair em DVD ou bluray para assistir de novo, podendo conferir os extras. vi uma entrevista com Ridley Scott no Omelete em que ele afirma que a versão DVD vai ter cenas estendidas, e ele fala no desejo de fazer uma continuação. um desafio, até para o diretor do primeiro Alien. mas queria ver uma continuação também.

    eu sabia que você não ia deixar passar essa. também notei essa falha, a do traveco. lembrei depois que vc falou.

    vou dar uma olhada no youtube sobre esse jogo, Nier Shadow. os rgps de hoje estão tão ruins, que qualquer coisa que prometa acrescentar algo ao gênero merece uma dupla salva de palmas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkk Shadow é teu nome cara! O nome do jogo é Nier Gestalt ou algo assim! Dizem que ele é uma continuação espiritual do rpg Drakensang para PS2,jogo com um roteiro mindfuck interessante,pelo que dizem!

      Excluir
  9. kkkkk. bem que eu tava estranhando. o jogo que eu pesquisei é um tal de Nier (Cavia), que levou uma média de 6 em sites. pra ver a diferença que uma vírgula pode fazer na vida de um homem rsrsrs.
    vou pesquisar o jogo certo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NÂO CONFIE NOS CRITICOS! Boa parte dos titulos de jogos cult tem media abaixo dos 90porque os jornalistas são muito burros! Nier teve media 68 para Playstation 3 no metacritic e media 8.2 do publico! Jogue o jogo e tire sua conclusão!

      Excluir
    2. o problema, Breno, é que os jornalistas de games são condescendentes e gostam de elogiar porcarias. então, se um jogo leva nota 8 vc já sabe que é um jogo mediano. sabe que tipo de jogo leva nota oito na minha opinião? um jogo como bioshock; resident evil 4; fallout 3.
      então, se vc vê um game levando nota 6 por parte de uma imprensa deslumbrada, já sabe que dali dificilmente sairá algo de bom. raramente a nota mais baixa vai pra um jogo bom. isso aconteceu com um jogo de Ps2, Yu-Gi-Oh the rose duelist: levou 4,5 na EGM Brasil e foi um dos melhores jogos da série, pra mim.

      Excluir
  10. o Nier é o que eu tava falando mesmo. não tem como saber se ele é interessante. pelas notas e pelo gráfico parece ser bem medíocre. mesmo com uma boa história, não gosto muito da ideia de rpgs de ação. pra dar certo, tem que ser muito bem executado (como kingdom Hearts). o melhor estilo de RPG ainda é o clássico por turnos mesmo. eu queria que fizessem um Dragon Quest tão bom quanto o 8, já que final fantasy jogou a toalha.

    ResponderExcluir
  11. "não gosto muito da ideia de rpgs de ação."

    Perae cara, e Oblivion,Fallout 3/NV, Skyrim são o que, xadrez? kkkkk

    Quanto as notas para Bioshock; Resident Evil 4 e Fallout 3 eu dou as notas 5,0; 7,0 e 6,0 respectivamente!

    ResponderExcluir
  12. Não sei o que tanto amam o FF, FF para mim, que vi desde o 1, o 12 é o melhor, joguei todos, o 7 fez fama em sua época e mantem um reinado de muitos ignorantes que quando sai um FF ja mete 10 nas revistas e sai dizendo "é um épico", ai jogadores hardcore pegam o jogo e veem que é um jogo comum, merecedor de 6 - 8. Não desmerecendo o FF, mas o hype que ele tem é devido revistas, opiniões compradas. A enix faz agora FF um atrás do outro, onde os gráficos são sempre surpreendentes, a história muda um ponto ou outro mas as tramas sempre manjadas, FF para mim, depois de 7 e 12 é só gráfico bonito.

    Do Dragon Age: Origins, falando de RPG de origem old school, os velhos famosos como Ice Wind Dale, The Temple of Evil Elemental, Baldur Gate e Planet Scape Torment, ele é o melhor, se algum dia alguem já gostou de RPG mesmo, estes citados são os "pais" da geração, que hoje qualquer joguinho que escolhe habilidade ou atributo ja ganha este nome.

    E Shadow, sempre vejo jogadores reclamando de que jogo não tem conteúdo, ai nos ME eles colocam muito conteúdo (como os index das plantas, planetas, flora e fauna em geral), dai logo jogadores reclamam, ai complica né, aliás, tu que jogou elder scrols e o genérico deles, fallout sabe bem que tem conteúdo "inútil" também, aliás, muito.

    ResponderExcluir
  13. o problema de FF é esse mesmo que vc citou, Rodrigo: muito hype e excesso de opinião própria. por exemplo, seu comentário de que nenhum ff depois do 6 presta pode ser interpretado como amargura de um fã old school que não se adaptou aos jogos mais novos. não acho isso, só acho um pouco de exagero da sua parte. FF10, por exemplo, é o meu preferido ever. está longe de ter só gráficos bonitos. ff12 ainda é muito bom, apesar de ter uma história chata pra caramba. até o execrável 10-2 é um jogo muito divertido de se jogar, fazendo parte de uma época em que FF era bom até quando era ruim. mas a discussão vai longe, se deixar. tô preparando uma espécie de retrospectiva sobre todos os FFs que joguei. vc está convidadíssimo para o debate, quando o texto ficar pronto. até lá.

    ResponderExcluir
  14. Então Shadow, não digo que não me adaptei, é que realmente os FF não me encantaram mais, cada um pior que o outro, claro, na minha opinião, não que sejam jogos que nem mereçam ser jogados, mas todo hype e crítica, acredito eu, comprada para este jogo é simplesmente ridícula cara. Mas como disse, ainda é um bom jogo.

    Assim cara, em blog como este, debatemos sobre os jogos, defeitos, opiniões, mas não sei você, mesmo assim eu jogo eles e me divirto, é que com olhar crítico sempre vemos as melhorias, claro, para nosso gosto.

    ResponderExcluir
  15. Rodrigo, não afirmei que vc não se adaptou aos jogos. só tava usando um exemplo de como o seu comentário podia ser interpretado por uma pessoa, pois a série gera muito hype mesmo partindo dos fanboys. a questão é que ff merecia o hype em torno dele. os jogos eram muito bem feitos e representavam a vanguarda dos JRPGs. foi a série que ganhou o ocidente, tamanha a sua qualidade.
    e é claro que eu quero ouvir opiniões. críticas bem construídas, principalmente, são muito bem-vindas, pois uma coisa só melhora quando temos a noção de onde estamos errando, é por falta de opinião e crítica que o jornalismo de games no Brasil é praticamente inexistente. em vídeos nem se fala. no Youtube tá cheio de carinhas fazendo vídeo sobre games mas que não têm muita opinião ou conhecimento de causa, como o Zangado. não que eu não goste dele. só acho que ele não cumpre uma função básica de todo cara que dá a própria opinião nesse tipo de mídia, que é a de orientar o gamer pra saber se uma compra vale a pena ou não.
    olhar crítico é muito bom, desde que não passe por cima da premissa básica dos jogos, que é a diversão.

    ResponderExcluir
  16. Realmente, jugar se Vale ou não a Pena é, para mim, tosco, para não usar outra palavra. Como eu costumo jogar "bastante", acompanhar a mídia de games, meus amigos perguntam se tal jogo é bom, eu logo falo as qualidades e defeitos que eu vi no jogo, e sempre falo assim "cara, o jogo é RPG Action, curte o estilo? Se curte, o que procura?" e assim vai a conversa e fulano decide. Shadow, logo quando sair os novos consoles eu irei adquirir um e partir para análise via You tube, coisa bem casual mas bem feita, mostrando o jogo, falando pontos positivos, "negativos" pois o que eu acho ruim para outro não deve ser, problemas e pronto. Mas pelo jeito que as coisas vão vai demorar um pouco.

    ResponderExcluir

SE FOR SPAM, DESISTA. NÃO PASSARÁ PELA MODERAÇÃO.
Pra comentar é preciso ser membro do blog. Culpe os spammers, não a mim...