.

.
.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

GALERIA EM BITS






















Desde que adquiri um Playstation 4, em 2015, eu passei a usar (e abusar) do recurso do aparelho de tirar fotos (também conhecidas como Screenshots), gravar vídeos e compartilhar tudo isso em redes sociais como Twitter ou Facebook.

E se o seu melhor comentário sobre isso vai ser “mas Shadow, os PCs já tiram screenshots de jogos há décadas”, sinta-se convidado a clicar ali em cima, no xis da janela do Windows, e ir procurar coisa melhor pra fazer. Não sou sonista ou qualquer outro rótulo que você, por ventura, tenha a ânsia de colar na minha testa. O que acontece é que meu foco é no aparelho o qual eu disponho para jogar, estamos conversados?

Tendo colocado um pingo nesse i, eu gostaria de dar início a um novo tipo de post aqui no blog, um que eu já havia meio que deixado subentendido no review do jogo Afrika (que pode ser lido AQUI), quando fiz uma galeria, no final do post, com algumas das fotos que eu tinha capturado durante o gameplay, mas que não coube, por questões estéticas, usar ao longo do texto. Mesmo com o enorme potencial pra frustração e estresse que os games possuem, essa mídia é capaz de trazer muita sensação de paz e contemplação aos menos apressados em terminar a fase/missão que estão enfrentando.

Alguns jogos já começam uma nova geração com voadora de dois pés no tocante a visuais...
A ideia, pra mim, parece boa, visto que acho impossível jogar videogames hoje em dia dissociando-os do valor artístico (e poético) que muitos deles nos surpreendem por apresentar. Pra essa série nova de posts (que será atualizada no ritmo do "quando meu tempo/humor permitir"), vale ressaltar algumas regrinhas: as fotos serão apenas de jogos que eu estou jogando ou já joguei; todas serão de minha autoria, independentemente de qualquer símbolo de TM que possa vir estampado nelas; e por fim, o tema das capturas será o da beleza oculta (ou gritante) encontrada em vários estilos de vários jogos (o que não exclui momentos de galhofa ou de qualquer outra espécie).

Em tempo, não haverá qualquer sequência lógica entre os jogos, fotos ou situações retratadas nas imagens (a não ser que eu deixe explícito no título da "exposição"). A graça da brincadeira é simplesmente reaproveitar bons momentos capturados por mim durante os jogos, com imagens que (provavelmente) nunca seriam utilizadas nos posts. Lembrando também que algumas delas terão legenda. Outras não. Sabe como é: uma imagem vale mais que mil bobagens ditas pelo Shadow...

Sem mais delongas, fiquem com algumas das mais de 600 fotos que eu capturei de um dos jogos que eu mais gostei de jogar nessa década, já adiantando que esse jogo será tema recorrente dessa categoria de postagens (se a ficha ainda não caiu, clique AQUI pra ler um dos maiores textos que você vai encontrar sobre Fallout 4 na internet). Se quiser conferir as imagens em uma resolução maior (ou pegá-las pra tascar na área de trabalho do seu PC, feel free...) é só clicar em qualquer uma das fotos pra iniciar o slideshow nativo do blog. Boa exposição a todos!



VERNISSAGE BOSTON RADIOATIVA, PARTE 1: FOTOS ALEATÓRIAS


Cama de gato
Parada Gay 2088.
A "beleza" na decadência
Retire os indicadores e temos um quadro
O prefeito exemplar de Sanctuary Hills
Ah, o combate de Fallout 4...
Gore... *suspiros*
Cada Vault uma história, um drama, algo que vai dar errado.
A solução para o problema das filas no Supermercado...
Essa é a água "purificada". Imagine a água imprópria pra consumo desse lugar...

Au Revoirt...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SE FOR SPAM, DESISTA. NÃO PASSARÁ PELA MODERAÇÃO.
Pra comentar é preciso ser membro do blog. Culpe os spammers, não a mim...