.

.
.

domingo, 13 de agosto de 2017

GALERIA GAMER #4
























Quem leu minha análise do primeiro Half-Life aqui no blog sabe que minhas andanças pela Black Mesa não foram exatamente um passeio no parque: o jogo é frustrante pra caramba, feito pra irritar o jogador e conta com um fator de tentativa-e-erro que pode afastar aqueles com menos paciência do que eu.

Entretanto, quem leu essa mesma análise (que pode ser acompanhada clicando AQUI) sabe que, apesar dos meus queixumes, eu tive o sangue frio de deixar meus problemas com o jogo de lado e reconhecê-lo pelo que ele realmente representa à indústria dos games: um título absurdamente influente, que pegou a fórmula de FPSs cunhada por Doom e a elevou a níveis criativos nunca antes imaginados.

E como é de praxe, jogo que me cativou de forma única é vítima de uma enxurrada de fotos e mais fotos tiradas durante a minha experiência. Nesse quesito, o das screenshots, os PCs saem com larguíssima vantagem na frente dos consoles e isso nem o mais fanboy de videogames domésticos será capaz de negar.

Sendo assim, pra fazer proveito desse recurso mais que manjado nos jogos de computador, deixo vocês agora com mais uma exposição de fotos dos vernissages do Mais Um Blog de Games no mundo bizarro e apocalíptico do universo de Half-Life.



VERNISSAGE ENTREVISTA DE EMPREGO PSICODÉLICA
PARTE 1 

 
"Foi ataque do coração, eu juro!"
"Amor à primeira vista, Burke."

Eu SABIA, desde essa parte, que tinha a ver com invasão alienígena!!!

Os cientistas aprendendo a lição de que não devem brincar com as leis da física.

Admito: os caras da Black Mesa sabem como se divertir!

"Não tenho nada contra a relação de vocês. Estou apenas procurando a saída."

Tentáculos, sempre eles...

A arma, o ícone, a ferramenta que decidiria o destino da raça humana.

Um dos cenários mais infernais já feitos num FPS.

Uma válvula dentro de um jogo da Valve. Sacou a metalinguagem?

Dada a movimentação de Gordon, esse aviso devia vir no começo do jogo.

Freeman e seu apreço por animais de estimação exóticos.

Nunca pensei que odiaria tanto um helicóptero depois de Desert Strike do SNES.

Rumo a Xen, o mundo invertido da Valve...

Au Revoir!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SE FOR SPAM, DESISTA. NÃO PASSARÁ PELA MODERAÇÃO.