.

.
.

terça-feira, 17 de setembro de 2013

SE ENTREGANDO AO MAL SUPREMO...

Eu sou o tipo de pessoa que nunca devia prometer nada, ao menos não a mim mesmo.
Quando eu prometo algo a alguém faço o possível para cumprir com o prometido, mesmo que seguir esses preceitos morais de desenho animado me causem mais problemas que benefícios.

No último domingo, dia 15, prometi a mim mesmo (já sabendo que não ia cumprir) que daria uma folga ao meu dinheiro e só compraria o Diablo 3 quando os preços chegassem a um nível menos canibalístico com a minha carteira. O que eu não esperava, além da vontade absurda de jogar o game, era que a maldita Lojas Americanas se colocasse entre mim e minha promessa de economia com games, como aconteceu no caso do Darksiders II.

Eu sempre fui um cara muito azarado com sorteios, bingos e tudo que envolva porcentagens menores que 75% de chance de ganhar alguma coisa de graça. Que o diga a vez em que eu fui lançar um golpe com Orlandu, no FF Tactics, que mostrava uma chance de 98% e o maldito teve a pachorra de errar bem na minha cara, garantindo um belo L1 + L2 + R1 + R2 + Start + Select da minha parte.
Pois bem, o meu azar também se estende a brindes relacionados a games.

Engraçado como a calculadora de probabilidades do FF Tactics tá sempre no -


Para quem acompanha a saga, não é novidade que a edição de pré-venda do Diablo 3 vinha com uma camiseta e alguns itens in-game exclusivos desta edição.
Mesmo decidido a manter a minha promessa, resolvi dar apenas uma “pesquisada” se ainda era possível encontrar tal edição por aqui em minha terra.
Depois de muitas visitas a lojas especializadas e uma frustrante e patética ida ao sebo de games usados, fui totalmente convencido pelos vendedores de que “não dá mais pra encontrar a edição de pré-venda”, pois ela havia sido disponibilizada apenas... na pré-venda do game.

Já sem nenhuma esperança, decidi dar uma passada na mesma unidade das Lojas Americanas que tinha me proporcionado tanto uma raiva homérica com uma cópia defeituosa de God of War 3 (e uma visita ao procon da minha cidade) quanto a pechincha já citada do Darksiders II.
E qual não foi a minha surpresa ao encontrar não só o game em questão como a já citada edição de pré-venda pelo mesmo preço da versão normal, descansando na vitrine da loja sob os meus olhos incrédulos de azarado nato? Era a minha chance de “ganhar” um exclusivo e verdadeiro brinde nerd de colecionador de cacarecos relacionados a games...

Sonho meu... sonho meu...


Tendo comprado o jogo, a minha única dúvida era quanto ao tamanho da camiseta. Aliás, comprar camisetas pela internet pode ser uma armadilha das grandes.
Comprei apenas duas: uma com o logo da Atari, que quase não usei por causa da má qualidade do tecido; e uma outra com o logo da Weyland Yutani, que é feita de um bom tecido mas com um M na etiqueta que deve significar “mei gordinho” em vez do costumeiro “médio”. Então fica a dica: cuidado ao comprar roupas pela internet.
Mas voltando ao assunto: a camiseta do Diablo 3 não só é linda como pode ser usada em qualquer ocasião sem se configurar como um atestado de virgindade nerd por parte de quem a veste, muito diferente dessa aqui:

O punho de Megaman dá uma pista da sua chance de pegar mulher usando um camisa dessas


Sério, que tipo de pessoa que tenha passado dos 7 anos de idade, em sã consciência, vai ter a coragem de sair na rua com uma camiseta desse tipo?


JO SOY EL DIABLO EN PERSONA

Por muito pouco não traduziram "Witchdoctor" como "Macumbeiro"


Me perdi um pouco mas o caso é que, mesmo vindo no tamanho G (seria de gamer? Rsrsrs), a camisa ficou muito bem e com certeza vou poder usa-la em outras ocasiões que não seja na Super Hero Con ou em um daqueles eventos de mestres de RPG.

Depois de vestir a camisa do meu game preferido (literalmente), era chegada a hora de testar o jogo pra valer. E foi aí que eu quase tive um enfarto do miocárdio: DIABLO 3, MESMO ESTAMPANDO EM LETRAS GARRAFAIS VÁRIAS PALAVRAS EM PORTUGUÊS DO BRASIL EM SUA CAPA, VINHA COM SOM E LEGENDAS EM ESPANHOL. Sim, pois a Blizzard ainda não descobriu que falamos português em vez de espanhol.

Olha o Shadow aí, se exibindo com a camiseta do capeta


Desesperado, fui em opções de áudio. Nada. Opções de vídeo: nada sequer parecido com configuração de idioma. Teria eu gasto mais de uma centena de reais para jogar um jogo todo em espanhol por causa da xenofobia de uma empresa que só sabe onde o Brasil fica na hora de receber o lucro por seus produtos porcamente localizados?

Já na internet, pesquisei no próprio fórum da Blizzard do Brasil para saber se outros tinham passado pelo mesmo problema que eu. Sim, o caso nem chega a ser culpa da produtora do game, talvez. É que o maldito idioma do menu principal do PS3 influencia no idioma geral dos games e do sistema de troféus. Ou seja: se o idioma do seu console estiver em inglês, será preciso (em alguns casos, como o de Infamous) trocar o idioma do sistema para aproveitar o jogo em português (de Portugal. Argh!!!).

Fiz as devidas alterações e o melhor que consegui foi colocar o sistema do game em Português BR, o que já é bem melhor que aguentar Deckard Cain soltando um “ora, pois” a cada frase finalizada.


ESPERANDO PELO COLOSSO SANGRENTO

A minha foi de pós-venda, e daí?


Eu já tinha jogado Diablo 3 na casa de um amigo. E lá o game estava em português br também. Sim, jogar um game todo dublado e traduzido para o idioma local pode ser uma experiência bastante estranha, principalmente para um jogador que se orgulha de seu inglês fluente aprendido com muito Final Fantasy e Chrono Trigger.
Mas o trabalho de dublagem de D3 é tão competente que fica impossível tecer qualquer comentário negativo a esse respeito, a despeito das trapalhadas da Blizzard nas configurações do game.

Aliás, meu preconceito com jogos “abrasileirados” não se limita apenas à dublagem não. Sempre que leio os fatídicos dizeres “Produzido na Zona Franca de Manaus” eu tremo na base, já sabendo que darei de cara com uma caixa tosca de Blu-ray de filme ao invés de game e um manual pobretão em preto-e-branco que podia ser usado para limpar o meu traseiro se ele fosse menos exigente do que é.
Aí fica a pergunta: é pra isso que eu compro produtos originais? Pra receber um acabamento inferior ao item original? Assim fica difícil...

Felizmente, o trabalho de localização da Blizzard é dos melhores e mais atenciosos com a nossa cultura (não se empolgue achando que vai encontrar sacis ao invés de imps andando pelos mapas de Santuário), diferente do atendimento porco e descarado fornecido pelo 0800 da empresa, que nos deixa com uma impressão de total abandono e compra de um produto que flutua no limbo do direito do consumidor.

Diablo 3 conta com legendas em português, fator inclusivo para aqueles que não manjam nada do inglês e querem ficar por dentro de cada detalhe da história. Tudo é muito bem didático e bem feito nos menus e especificação de itens. E eu mal vejo a hora de encontrar um Colosso Sangrento e descobrir os seus atributos mágicos, seja lá o que raios um Colosso Sangrento seja...

"Essas daqui não estão à venda"


Um ponto alto também são as vozes dos narradores no game: dubladores profissionais bastante conhecidos de filmes clássicos da Sessão da Tarde, animes e seriados de TV. É impagável comprar um item com um mercador que tem a mesma voz que o Seu Madruga do Chavez. A vontade que dá é voltar lá e passear pelas opções de diálogo na esperança de ouvi-lo falar “tinha que ser o Chavez do oito...”


O COMBATE CONTRA O MAL SUPREMO CONTINUA

No 0800 da Blizzard é assim: disque 1 para Bárbaro, 2 para Caçadora de Demônios...


E é isso: apesar do despreparo da Blizzard e da sensação de como essa experiência toda podia ter dado terrivelmente errado, sigo na minha jornada no mundo de Santuário para derrotar o mal que nunca dorme, muito bem adornado pelo meu Elmo Infernal; minhas Luvas de Pele do Aprendiz; meu Machado de Duas Mãos Lendário; minhas Botas Encadeadas do Profissional...


Au Revoir!

5 comentários:

  1. Massa. A Empolgação de todo gamer de Diablo é sempre tão intensa que faz até quem não é(eu) ter vontade de jogar.
    Tenho colegas que praticamente deram pause na vida por causa desse jogo, muitos anos atrás no Ps1 e recentemente com o lançamento do 3 pro PC. To vendo que no Ps3 não vai ser diferente...
    P.S. Uma camisa dessa do Kratos Madruga é muito mais style que a sua do Diablo! Vou fazer uma! Hahahaha

    Ítalo Patrocínio

    ResponderExcluir
  2. me lembro que em um dos posts você reclamava que nunca jogou Diablo por causa do suposto delay entre o apertar do botão do mouse e a ação. essa versão dos consoles é a desculpa perfeita pra quem tem problemas com esse tipo de jogabilidade, pois nela você comanda o personagem diretamente: ele anda pra onde vc quer e ataca no momento que vc aperta. e o port que a Blizzard fez tá de parabéns. se resolver jogar me avisa, Ítalo, pois minha arcanista Gelanda está se sentindo muito solitária e querendo companhia pra uppar (leia-se: tô levando uma surra homérica nas dificuldades mais altas e preciso de ajuda rsrsrs).

    P.S.: claro que a camisa do Madruga é mais style que a do diablo. quer comparar? não tem como.

    ResponderExcluir
  3. Time to upgrade my Minecraft to premium http://freeminecraftgiftcode.net :D

    ResponderExcluir

SE FOR SPAM, DESISTA. NÃO PASSARÁ PELA MODERAÇÃO.