.

.
.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

A ÁRDUA TAREFA DE MANTER UM BLOG PARTE 2

Depois de quase quinze dias de trabalho consecutivo, finalmente consegui tempo e ânimo para escrever alguma coisa para o blog.
Talvez seja um pouco cedo demais para voltar ao assunto “dificuldades de manter um blog ativo”, mas falarei mesmo assim.

O que mudou desde que estreei o blog, em outubro de 2011? Na minha vida, muitas coisas. Mudei de trabalho; perdi uma boa parte do tempo livre que tinha na época; minhas responsabilidades (na vida profissional e na pessoal) aumentaram consideravelmente; e chego tão cansado da minha rotina diária que mal tenho ânimo para dar atenção aos meus queridos jogos de videogame. Vida em família e namoro, nem se fala. Ficaram completamente relegados ao segundo plano.
Já as mudanças ocorridas na minha forma de ver as coisas com relação à internet e as interações sociais na rede, essas mudaram de uma forma drástica.

Não vejo um blog como um diário. Se você pretende levar um blog adiante com o mínimo de qualidade, dificilmente conseguirá escrever um texto (relevante) por dia. Com ajuda, talvez, mas não sem se distanciar do foco do projeto inicial.
Com o passar dos meses, recebi propostas de parceria e colaboração com o blog. Como dizer, de uma forma sutil e educada a uma pessoa, que não tem como esse tipo de parceria dar certo? É o mesmo que receber ajuda de um estranho para escrever a sua autobiografia. Não dá. Por melhor que sejam as intenções, um blog é um relato pessoal e intransferível de uma pessoa, e não tem como mexer nisso sem estragar algo.
E outra coisa com a qual um dono de blog deve saber lidar é com a reação do público-alvo. Quando foi revelado o trailer oficial de Resident Evil 6, escrevi um post relâmpago para expressar a minha empolgação e euforia com tal acontecimento. Quase que de imediato, um sujeito muito “corajoso” e “perspicaz” auto-intitulado Anônimo se prontificou a afirmar que previa o fim do Mais Um Blog de Games, e que a qualidade do site estava indo de mal a pior. Curioso, pois, durante estes três meses de trabalho com o blog, não me lembro de nenhuma mensagem do Sr Anônimo elogiando algum texto de que tenha gostado ou quaisquer pontos positivos ou negativos (de forma construtiva) no blog. Impossível agradar a gregos e troianos. Isso é fato, e a tecnologia da internet ainda não é capaz de derrubar essa máxima.

Bem, a vida continua e, por mais árdua que seja uma tarefa ou uma rotina, aqueles que perseveram são os únicos que podem dizer como as coisas acabam. Não vou abandonar o blog apenas por causa das minhas dificuldades pessoais, mesmo porque o principal motivo de criar o Mais Um Blog de Games foram justamente as minhas impressões pessoais a respeito dos games.
Novamente, não posso me comprometer a manter um ritmo na publicação das postagens. Com o desenrolar de 2012, pretendo dar continuidade a outros projetos pessoais que não envolvem jogos (como Academia, por questões de saúde, e estudos). Mas, uma coisa que posso prometer é que, quando eu escrever, será com a mesma empolgação, bom humor e paixão pelos jogos eletrônicos que me levaram a publicar o primeiro post do blog, o Meu Review Supremo de Street Fighter 4. E que assim seja durante o restante de 2012.

Au Revoir!

14 comentários:

  1. Achievement: Perceber que manter um blog não é uma obrigação e nem precisa necessariamenter ter uma frequência fixa. Bônus: primeiro troll desbloqueado.

    Brincadeiras à parte, pode ficar tranquilo que quando a próxima postagem aparecer, a gente vai estar aqui na espera!

    ResponderExcluir
  2. Blog sem fins financeiros são extremamente casuais, e este é o seu caso e no meu ponto de vista não vejo problema algum, para apenas leitores como eu o interessante de blog é ver conteúdo diferente de sites de jogos, para este tipo de blog claro, pois informações como novidades diárias e demais informações vemos em sites maiores dedicados a isso. Blog é maneira de expressar sem compromisso. Aqui você não tem compromisso, sendo assim, aconselho que críticas devem ser descartadas e ignoradas.

    Blog para escritor é uma maneira de expressar a "estranhos", e para leitores, apreciar a visão de "estranhos". Escreva quando puder, quando não atrapalhar, depois das coisas importantes da vida, Deus, trabalho, estudo, namoro/noivado/casamento, saúde, etc.

    Quando escrever estarei aqui para prestigiar, falar sobre o assunto e discutir sobre o mesmo. Pelo menos 15 minutos do meu dia eu consigo me distrair um pouco na internet visitando blog's como o seu.

    Abraço, nos vemos na próxima postagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo apoio, Rodrigo. acho que parte do problema é não compreender muito bem os mecanismos que fazem girar a roda da temível blogosfera. passei um bom tempo sem postar nada e pude perceber que a quantidade de acessos não caiu como eu achei que cairia. até a próxima postagem, então.

      Excluir
  3. Mas, uma coisa que posso prometer é que, quando eu escrever, será com a mesma empolgação, bom humor e paixão pelos jogos eletrônicos que me levaram a publicar o primeiro post do blog...

    Sempre que isso acontecer, estarei aqui lendo. =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. valeu pelo carinho, Rebeca. agora no carnaval vou ficar uns dias em casa e poderei dar uma atualizada no blog. um abração.

      Excluir
  4. Eu te provoquei meu amigo,não sou um troll mas na realidade um leitor seu que pode ter certeza que já te elogiei. Você escreve muito bem e de uma maneira bem autoral e completa, diferente do que fez naquele post. Escolhi opinar de forma annônima naquele momento exatamente pela dureza das palavras porque duvido que teria um melhor conceito de mim depois de ler aquelas frases. Não caia nessa ladainha de que você escreve para si mesmo, seus textos são agradavéis e por isso as pessoas gostam não por gravitar em torno de você(não é o caso). Prometo não mais postar como anônimo( só dessa vez, prometo! rs...) Muitos nos dão tapinhas nas costas e poucos tem interesse em chamar atenção para um erro. Fui precipitado em te criticar, mas não dá pra ignorar a qualidade dos seus textos. Pode ter ser certeza que esse é o meu adeus como anônimo e "Troll Achievement"- Boa Aquino! Valeu por compartilhar seu tempo Shadow Geisel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo esclarecimento, Sr Anônimo. Só fiquei meio chateado com o seu comentário naquele post pelo fato de você não ter deixado claro o motivo pelo qual o blog estava "quase em extinção".
      a ideia do post seis vezes morto-vivo era demonstrar a minha empolgação com a notícia do RE6 mesmo, e eu meio que já sabia que reações desse tipo viriam. mas foi só uma brincadeira. até porque o blog não tem nenhuma pretensão de dar notícias. fico feliz com o seu comentário, e morrendo de curiosidade pra saber a sua verdadeira identidade. mas não precisa revelar. é mais divertido assim, pois posso me policiar quado achar que estou decaindo de qualidade no blog. um abraço, e espero que você continue acompanhando o blog.

      Excluir
  5. Marcos A. S. Almeida18 de fevereiro de 2012 21:24

    Isso é triste pois seus textos são muito legais.Visito diáriamente seu blog.E eu entendo completamente que a inspiração fica difícil de textualizar com tantos afazeres no dia-a-dia (quando ela vem, também têm isso).Mas a verdade é que é uma decepção quando não encontramos nada novo.É uma pena.Como admiradores sempre queremos mais e mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei como é isso, Marcos. como acompanhante do Retina, por exemplo, eu sempre entro no blog esperando que tenha algo de novo. mas essa expectativa é bastante exigente e irreal. eu mantenho na minha área de trabalho esboços de vários artigos, para postar no blog posteriormente. mas é como você mesmo disse: a inspiração nem sempre vem com a vontade de escrever. também tem a falta de tempo, material, outras responsabilidades, cansaço do trabalho...

      Excluir
  6. Estou gostando muito de seu blog.

    A chave para manter um blog interessante é não ficar só postando notícias ou falando sobre os jogos da moda. Sei que tem muitos blogs profissionais que fazem isso porque seus colaboradores são jornalistas, e o blog possui metas e tal. Mas por causa disso acabam ficando genéricos.

    Uma das coisas que faço de vez em quando é procurar por blogs bons, pessoais, com textos inteligentes sobre games sem o viés jornalístico. Este blog é um deles.

    Tenha em mente que mais importante do que escrever com frequência é escrever com qualidade, colocando coisas relevantes e divertidas. Quando não tiver o que escrever, fale sobre algum jogo antigo e meio obscuro que você gosta. No meio de tantos blogs entupidos de Final Fantasy e Metal Gear, encontrar um bom texto sobre, sei lá, Morrowind, acaba sendo muito mais divertido.

    Outra dica é sempre escrever sobre o que você está pensando no momento. Depois de tanto ouvir podcasts e ler blogs comentando sobre a nova geração e a A.I., acabei desenvolvendo um texto sobre minha visão da inteligência artificial nos games. Muito mais original do que mais um texto rasgando seda para o novo Zelda ou Modern Warfare.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigado pelas dicas, Fernando. com certeza tentarei seguir algumas delas. eu, realmente, não tenho nenhuma pretensão de alcançar um nível jornalístico com o blog, mesmo porque nem nível superior eu tenho, muito menos jornalismo. o blog é para expressar minhas opiniões pessoais sobre os jogos. muitas das coisas que eu comento e tenho como verdade absoluta nos textos não batem com a opinião de muitas pessoas que conheço. mas é assim mesmo: ficarei mais do que satisfeito se meu texto incutir curiosidade e debate sobre um assunto.
      P.S.: você tem um blog? me passa o link. fiquei curioso pra ler seu texto sobre I.A.
      um abração.

      Excluir
    2. O link está no meu nome, hehe. Mas não pense que meus textos são bons. Só tento fugir um pouco do padrão de falar das novidades.

      Excluir
    3. Fernando, eu gostei do seu texto sobre a I.A dos inimigos. sobre o Street fighter, acho que o problema nem era do script que o personagem seguia nos níveis mais altos, e sim os absurdos que a cpu soltava em cima da gente, como Bison agarrando o oponente "a pulso" (leia-se: agarrando a dois metros de distância) e ignorando "vacilos" de golpes como aquela rasteira horrível que ele tem. quando a cpu estava perdendo e o tempo acabando, golpes como arremesso e shoryuken causavam um dano absurdo e fora do padrão.
      inteligência artificial elaborada, às vezes, faz falta sim, dependendo do jogo. estou jogando o Dead Island, no PS3. se você leu meu post mais novo, deve ter percebido que eu gostei bastante das mecânicas e atmosfera do jogo. mas a I.A podia ser melhorzinha, por exemplo: peguei um botijão (pra arremessar) e lancei perto de onde havia um zumbi comendo um cara. ele simplesmente ignorou o barulho de UM BOTIJÃO DE GÁS SENDO ARREMESSADO A DEZ METROS NO CHÃO e continuou como se nada tivesse acontecido. êta fome braba!
      também gostei do seu texto sobre o Fallout 3. cara, sobre esse jogo só posso dizer que comecei a jogá-lo em janeiro de 2010 e ainda nem completei a lista de troféus, muito menos todos os locais possíveis de exploração. tô preparando um texto enorme sobre ele pro blog, mas tô procrastinando pela vontade de completar mais coisas (como a lista de troféus) antes de dar meu "veredito".
      você escreve muito bem, sem erros e tem opinião própria. se um convite para colaboração no meu blog tivesse partido de você, eu teria ficado bastante tentado a aceitar. continue escrevendo. favoritei o seu blog e, sempre que puder, darei uma passada lá pra ler. abraço.

      Excluir

SE FOR SPAM, DESISTA. NÃO PASSARÁ PELA MODERAÇÃO.